Copos

Esse também será, provavelmente, um assunto de consulta recorrente, por isso achamos que seria mais confortável para vocês se fixássemos uma página dedicada.

Odores, formação de espuma, cor, turbidez, são, entre tantas, características particulares de cerveja para cerveja. Devido a grande variedade de estilos e cada estilo tendo peculiaridades, não seria possível apreciar a bebida em toda sua plenitude em qualquer copo, pois cada copo realça atributos diferentes.

Deixe sua dúvida em relação a Copos de Cerveja nos comentários que tentaremos saná-las o mais rápido possível.

Vamos a eles!

 

Teku
Esse é o copo coringa Teku, foi desenvolvido pelo mestre-cervejeiro da italiana Baladin em parceria com o especialista em análise sensorial Lorenzo DaBove, vulgo Kuaska. Ela é fabricada pela famosa cristaleria Rastal. Provavelmente nossa taça favorita para degustar cervejas. Tem sua versão normal e mini.
COMPRE AQUI
tulipa Tulipa
Essa é a verdadeira tulipa, não aquela em que costumam servir chopes por aí. De fundo abaulado e acinturado perto da boca, com curvatura para fora.Servem-se algumas belgas e “des Flandres”, algumas Stout, sendo bem versátil, podendo servir bem outros estilos.
Particularmente, uso para muitas cervejas e funciona muito bem.
flauta Flauta
Forma semelhante a taças para Champagne. Ajuda na formação de “perlage”, bolhas sendo formadas constantemente parecendo um cordão de pérolas. Servem-se cervejas tipo Bière Brut.
calice Cálice
Aparenta uma semi-esfera oca. Com uma longa haste para evitar transferência de calor das mãos para a cerveja. A boca larga auxilia na apresentação dos aromas.
Servem-se cervejas Trapistas ou de Abadias do tipo Dubbel, Trippel, cervejas fortes e aromáticas.
caneca Caneca
Esse é para beber bem muito! A alça evita a rápida transferência de calor para a cerveja. Esse tipo de copo não auxilia tanto na análise da cerveja. Servem-se cervejas tipo Oktoberfest, cervejas alemãs mais “leves” e algumas Bitter.
pilsner Pilsner
Um copo comprido, cônico, ajudando na formação de espuma em cervejas menos carbonatadas.
Servem-se cervejas Pilsner e algumas American Lager.
pint Pint
Com a base mais estreita que a boca e alargamento logo abaixo da abertura. Tem variações quanto a região: English Pint, American Pint, Irish Pint e/ou formato: Nonic Pint (o da imagem) e o Tulip Pint (conhecido copo da cerveja Guinness).
Servem-se IPA, Bitter, Stout e Porter. Nota: pint é uma unidade de medida e significa algo em torno de 500 ml.
tumbler Tumbler
Copo robusto, costuma-se comparar com uma caneca sem alça. Boca larga e exterior facetado.
Por tradição, servem-se cerveja tipo Witbier.
weizen Weizen/Weiss
Comprido, de base mais fina que a boca e o “pé” espesso para o brinde clássico. Possui um “bojo” perto da boca para concentração de aromas e espuma.
Servem-se típicas Weiss alemãs (Hefe, Kristal, Dunkel, Bock…).
cilindro Cilíndro/Stange
Sem mistérios: um cilindro. Normalmente é fino e mantem seu diâmetro igual da boca ao fundo, facilitando a formação de espuma e concentração dos aromas.
Servem-se cervejas do tipo Kölsch e Altbier.
lager Lager
Semelhante ao Weizen, mas menor. Com o bojo proximo a boca menos protuberante, mas aparente, para manutenção da espuma. Base estreita e pé espesso.
Servem-se Algumas Pilsner e American Lager.
nifter Snifter
Parecido com um taça para conhaque. Base larga e abaulada para melhor transferência de calor ajudando a emanar os aromas das cervejas encorpadas típicas para este copo.
Servem-se Imperial Stout, Strong Ale, Barley Wine, Eisbock, dentre outras…
pokal Pokal
Alto de fundo um pouco arredondado, boca estreita para captura de aroma e retenção de espuma e haste com pé. Copo bem versátil.
Servem-se Lagers em geral, algumas Bock e Witbier.
thistle Thistle
Copo com base abaulada para encaixe da mão, facilitando aquecimento da cerveja e liberando aromas pela boca um pouco alargada.
Servem-se as Scotch Ale em geral.
caldereta Caldereta
O mais versátil dos copos. De pequena capacidade – 210ml a 350ml.
Servem-se desde as claras Lagers em geral, passando pelas de cor âmbar/avermelhado IPA, Bitter e as mais escuras Porter e Stout. Também é conhecido como Shaker nos EUA e lá eles possuem 500 ml.
americano Americano
Quem nunca bebeu num desses? O mais difundido dos copos de cerveja no Brasil. Canelado por fora e faixa lisa perto da boca, indicando o lugar da espuma.
Servem-se as “Pilsen” brasileiras, na verdade American Lager, em geral.
spiegelau-ipa-glass Spiegelau IPA Glass
Copo feito em colaboração com as cervejerias Dogfish Head, Sierra Nevada e com a vidraçaria Spiegelau. Serve cervejas do estilo India Pale Ale.
pote-de-geleia Pote de Geleia
Tornou-se popular nos EUA recentemente e foi oficializado como copo do IPA Day no Brasil em 2013. Geralmente, serve cervejas do tipo American IPA. Mas não há necessariamente nenhuma regra, por que esse copo só é utilizado pela estética. Em nada ajuda nas sensações gustativas.

Como a maior dificuldade é “como começar?” e creio que você não esteja disposto a adquirir todos esses copos de uma vez, sugiro começar com um Pokal ou Tulipa, um Weiss/Weizen e um Pint ou Caldereta.

Alguns dos copos citados aqui com suas respectivas cervejas. Façam a relação!
Alguns dos copos citados aqui com suas respectivas cervejas. Façam a relação!

Esclarecendo: isso não é uma verdade absoluta. Esse é um apanhado de várias fontes. Vocês podem até encontrar uma lista menor (maior é meio difícil, pois tentei tratar de quase tudo), com estilos alocados em outros copos e com certeza um estilo cai bem em mais de um tipo de copo.

O intuito é expor a variedade e a importância de se ter um copo que exalte características próprias das cervejas.

PS: Quer saber como fabricar sua própria cerveja? A gente tem algumas dicas legais no blog, sabia? Mas se tiver afim de ir além, dá uma olhada no que o pessoal da Universidade da Cerveja tem de conteúdo nessa sequencia de vídeos gratuitos. Eles disponibilizaram um mini-curso free que vale a pena checar.