Bierrock: Speakeasy Big Daddy IPA x Axel Rudi Pell

Após um longo período sem postar preparei uma harmonização bem legal e espero que curtam.
A cerveja é uma clássica IPA americana exatamente do jeito que eu gosto. Ela tem todos os elementos que um fã desse estilo espera. Portanto, sirva essa belezura com calma e aprecie todas as etapas da degustação. No meu caso estreei o Spiegelau IPA Glass que visualmente transformou a cerveja deixando-a muito bonita no copo.


Logo de cara a cerveja é uma explosão de aromas cítricos frescos lembrando bem maracujá. No meu caso formou um ótimo creme, porém não tão duradouro. Na boca o amargor é bem acentuado e prolongado lembrando mais uma vez o cítrico do maracujá. O caramelo do malte está presente ajudando a balancear o amargor contribuindo para um corpo médio para baixo. Por incrível que pareça achei a drinkabillity muito boa. Final um pouco seco e retrogosto prolongado.

Para acompanhar escolhi o novo disco do Axel Rudi Pell. Um guitarrista que ao longo dos anos se consolidou no cenário do heavy metal tendo ao seu lado grandes vocalistas.
Todos os seus discos basicamente seguem a mesma fórmula (acertada), ou seja, músicas com riffs de guitarras marcantes, linha vocal com refrões grudentos, belíssimas baladas, hits que mesclam perfeitamente o heavy metal com o Hard Rock e sempre finaliza com alguma música “épica” em torno de 7 a 9 minutos.
Essa fórmula já lhe rendeu 16 excelentes discos.
Destaque para as músicas “Long Way to Go”, “Touching Heaven”, “Hey Hey My My” e “When Truth Hurts”.

Dados da cerveja:
Estilo: IPA
Álcool (%): 6,5% ABV
Temperatura: 5-7ºC
Copo Ideal: Pint
Cervejaria: Speakeasy Ales & Lagers

Curta a fan page do Bierrock e veja as atualizações por lá também.

Visite o Blog Lupulento e veja todo o conteúdo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *