Duvel compra cervejaria americana

Ontem (17/10) tivemos a honra de conhecer uma parte da equipe da Duvel Moortgat e da Interfood, importadora responsável por trazer essas cervejas ao Brasil, em um happy hour que aconteceu no Sherlocks Pub. Depois postaremos algumas fotos do evento.

Ontem, também, eu descobri que a mesma Duvel comprou uma cervejaria americana, a Boulevard Brewing Co.. Foi então que comentei a aquisição com os presentes: “Ah, soube que vocês compraram a Boulevard…” e logo percebi a cara de surpresa de todos, entre distribuidores, fãs de cerveja e própria equipe. “Nossa! Acabei de receber essa notícia do chefe e ele disse que era pra eu não falar até se tornar oficial. Damn Internet!”, disse Bram Vaerewyck, gerente de exportações da cervejaria.

Admirei o interesse da segunda maior cervejaria belga do mundo, uma cervejaria clássica e centenária, se interessar por uma “jovem” cervejaria americana com menos de 30 anos de existência.

“Eu vejo aqui na Europa que os consumidores estão cada vez mais interessados ??em cervejas artesanais americanas”, disse Michel Moortgat, um dos três irmãos proprietários da Duvel, em uma entrevista ao NY Times. “No futuro, com esta parceria, estaremos aptos a desenvolver o gosto por estas cervejas mais substancialmente aqui e em outros países como Japão e China.”

A Boulevard tem uma variedade bem bacana de rótulos, em torno de 30. Sendo a 12ª maior cervejaria artesanal americana, com uma distribuição de aproximadamente 180.000 barris no último ano. A aquisição vai dar num maior escoamento dessas cervejas, já que vai ser distribuída pelo sistema mundial da Duvel.

Portfólio atual da Boulevard.

John McDonald, fundador e proprietário da Boulevard, disse que estava ponderando bastante uma estratégia de saída nos últimos anos. “Eu conversei com várias outras cervejarias e diferentes tipos de instituições financeiras que pudessem estar interessados ??em uma parceria com a gente, e cerca de três meses atrás, eu decidi ir falar com a Duvel”, disse McDonald, que recentemente completou 60 anos.
Ele disse que gostou da forma como a sua empresa poderia engrenar com a cervejaria belga e do alinhamento cultural entre as duas empresas. “Eu estava com medo para abrir mão do controle da minha cervejaria e para fazer isso eu tinha que me sentir muito bem com as pessoas para quem eu estaria dando o controle”, disse McDonald .
Agora é só esperar essas belezinhas chegarem por aqui.
Visite o Blog Lupulento e veja todo o conteúdo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *