Käfer: cerveja caseira de Brasília

Sempre falo aqui que somos entusiastas das cervejas artesanais brasileiras e nesse post vou fazer o que mais gostamos: encher a bola de uma Homebrew, para incentivar vocês a beberem cerveja tupiniquim de qualidade e a fazerem suas próprias cervejas também.
Eu tive contato com o Fábio, um dos idealizadores, por conta do Lupulento. Fico muito feliz com esse retorno que recebo de pessoas interessadas, ou mesmo as já inseridas, na cultura cervejeira de alguma forma.

Sugeri uma entrevista e ele topou. Então, segue aí:

Lupulento (Sérgio Jr.): E aí, Fábio, tudo certo? Vamos lá: me diz quando a Käfer começou e quais as motivações?
Fábio Caldas: Beleza, Sérgio. É o seguinte: a Käfer começou no dia 14/01/2012 a partir da união de três grandes amigos (Carlo Nascimento, Eudes Francisco e eu, Fábio). Já nos conhecíamos há 20 anos e tínhamos a cerveja como uma paixão em comum. Sempre nos reuníamos para fazer degustações e juntos decidimos aprender a fazer nossa própria cerveja.
L: Vocês já faziam cerveja antes da Käfer ou ela foi a primeira?
FB: Sempre foi Käfer. O tempo que fazemos cerveja em casa é exatamente o mesmo tempo de existência do nome. Montamos o rótulo enquanto a primeira leva que fizemos estava fermentando, ainda no curso de cerveja caseira, então na primeira degustação da nossa própria cerveja, ela já se chamava assim.
Käfer significa besouro em alemão. Nenhuma razão especial, apenas acho um animal bacana. rsrs E seria algo diferente pro nome da cerveja, já que somos diferentes em vários outros aspectos.
L: Sobre a produção: quantos litros estão sendo fabricados em cada leva?
FB: Durante o ano de 2012 fazíamos 20 litros por brassagem. Neste ano investimos em uma estrutura melhor e atualmente a nossa produção é de 80 litros por mês. Mensalmente escolhemos uma receita para produzir e reservamos uma data para nos reunirmos e trabalharmos na brassagem. Mais do que um “trabalho”, a produção da Käfer é um momento de reunião para colocar o papo em dia e degustar boas cervejas.
Neste vídeo é possível ver nosso equipamento e processo de produção: 


L: O que você tá achando do cenário nacional das cervejas artesanais?

FB: Acho que estamos vivendo o melhor momento da história cervejeira do Brasil. Infelizmente o lobby das grandes cervejarias impedem um crescimento maior (mas isso não é exclusividade do Brasil, basta ver o que aconteceu com aquele seriado da Dog Fish Head). Mas só o fato de o MAPA estar revendo a legislação, é um grande passo à frente.

Aqui uma reportagem da Käfer para a TV NBR sobre o assunto:

L: Agora vamos para o sacrifício: fala das cervejas da Käfer e das que foram enviadas. Vi no site de vocês (www.cervejakafer.com.br) que algumas especiarias são adicionadas nas receitas: mel, cravo, nozes, açúcar mascavo… e tô ansioso pra prová-las. Fala também quais os lúpulos utilizados em cada breja (já que somos o blog Lupulento rs).
FB: A filosofia da Käfer é Destruindo receitas para produzir cervejas com personalidade própria. (leia o Manifesto Käfer). Pegamos receitas tradicionais e vamos adaptando e inventando até chegarmos na cerveja desejada! Essa é a grande vantagem de fazer cerveja caseira, é possível ser criativo e produzir pequenas obras de arte!

Alguns rótulos da Käfer

As cervejas enviadas foram:
Pilsen Ale
Com base em uma receita de Pilsen, porém utilizando leveduras de alta fermentação, o que a deixa muito mais aromática e encorpada! São usados Magnum e Saaz.
Weiss
Cerveja de trigo tradicional, adocicada com açúcar mascavo, o que além de dar um sabor diferenciado, ainda aumenta um pouco a graduação alcoólica. Lúpulo Saphir.
H-Ale-Ween
A partir de uma receita de Pale Ale, acrescentamos doce de abóbora na fervura, gerando uma bebida de cor fantástica e sabor e aroma únicos. Lúpulos Magnum e Cascade.
Tripel
Cerveja produzida com cevada, trigo e aveia, aromatizada com cravo e canela. É nossa cerveja mais forte, com 8% de graduação alcoólica. Utilizamos Cascade nessa.
Hersenen
Nossa IPA! Incluímos nozes nessa receita e utilizamos os lúpulos Magnum, Saphir Cascade com Dry-Hopping de Centennial!
New Revenge Scheme
Receita produzida em parceria com uma banda de rock de Brasília (facebook.com/NewRevengeScheme). A partir de uma Kölsch, incluímos folha de limoeiro e mel. Lúpulos Magnum e Columbus.
L: É isso aí, pessoal. Curtam a Käfer no Facebook: www.facebook.com/CervejaKafer, lá vocês vão encontrar novidades da cervejaria, vídeos de como funciona o processo de fabricação (e isso é muito bom de ver, pois cada cervejeiro caseiro tem suas técnicas e “gambiarras”) e muito mais, é só chegar lá..

Mais tarde faremos uma postagem só com a degustação das Käfer que chegaram, com fotos e impressões pessoais.

Até mais!

Visite o Blog Lupulento e veja todo o conteúdo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *