Queijos cervejeiros

Queijo, uma verdadeira delícia. São mais de mil tipos espalhados pelo planeta, compostos dos mais variados ingredientes, resultando em uma grande diversidade de estilos e sabores. Só na França, existem mais de 400 tipos.
 
Na produção de queijos da Europa, é bastante comum utilizar bebidas, seja na composição da receita ou para lavar a superfície dos queijos.
O Chimay à la bière é um desses queijos. O queijo é produzido por monges trapistas e tem sua casca lavada com a cerveja belga Chimay, famosa cerveja trapista, assim como falado no post Cerveja trapista: as 9 cervejarias trapistas, onde mostramos que existem muito mais produtos trapistas além das cervejas.
Queijo Chimay
Já o queijo Belle Dalle é lavado com a cerveja tripel de mesmo nome, uma cerveja produzida com malte local e 8% de teor alcoólico. Esse queijo é produzido na Fazenda Belle Dalle, localizada na França.
 
Charles Martell & Son LTDA produz um queijo inglês chamado de Hereford Hop. Ele é, na realidade, um tipo de cheddar coberto com flores de lúpulo Fuggles. Esse queijo homenageia o condado de Hereford ao cobrir a superfície de um queijo tipicamente inglês de característica de sabor caramelada com flores de lúpulo tostadas que remetem a condimentos.

 

O Hopyard Cheese também é feito com cheddar, porém é cultivado na cervejaria Norte-Americana Rogue. A superfície desse queijo é coberta com pétalas de lúpulo.
Ainda falando da Rogue, existem outros dois queijos: O cheddar com a cerveja Morimoto Soba Ale e o Cheddar com Chocolate Stout.
 
No estado do Oregon, Nos Estados Unidos são produzidos dois queijos que contêm cerveja em sua preparação. O primeiro é o queijo Covered Bridge, que tem a cerveja Wild River Nut Brown Ale misturada em sua coalhada. 
 
Elk Mountain é outro queijo, que também utiliza a cerveja da região, a Wild River Nut Brown, porém a cerveja é utilizada para lavar a casca desse queijo.

Em Ribeirão Preto, SP, é produzido um queijo Gouda que tem em sua composição a cerveja estilo tripel Pratinha, feita também por José Virgílio Braghetto. O resultado é um queijo semi-duro, alaranjado, de sabor picante, levemente amargo por causa do lúpulo e toques frutados oriundos da cerveja.
 
Após conhecermos algumas variedades de queijos produzidos com cerveja em sua composição, os queijos cervejeiros, agora trazemos o bônus: Uma cerveja produzida com queijo.
 
Essa cerveja é a The Blue Brew, uma British Ale, que se considera “o rei” das cervejas desse estilo. Na receita dessa cerveja é utilizado o queijo Stilton, queijo produzido e bastante consumido na Inglaterra. Esse é um típico queijo azul, que contém veios azul-esverdeados produzidos pelo fungo Penicilium glaucum em seu processo de fabricação. O resultado é uma cerveja em que se sente o sabor do queijo de maneira equilibrada.
 
Esse é, sem dúvidas, um mercado que cresce. Mais empresas e profissionais estão explorando a combinação de cervejas e queijos, tanto na produção como na harmonização.
 
Para harmonizar:
Hereford Hop e Cerveja de trigo;
Hereford Hop e Cerveja IPA com baixo teor de lúpulo;
Queijo Elk Mountain e Cerveja Stout.

E leia o post Cerveja e queijo: um pequeno guia de harmonização.
 
Referências:
Prazeres da Mesa On-line e Blog do Estadão e Newslite.

Lara Lins é pós-graduada em Gastronomia e autora do blog gastroempatia.blogspot.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *